O silencioso canto das aves migratórias

O silencioso canto das aves migratórias

domingo, 15 de maio de 2011

Marcas do tempo

já não sei sentes

o mundo a vibrar

já não olhas
...
não vês

refugias-te-te

nesse teu mundo

de cansaços

assediando

o teu corpo

refugio secreto

das memórias

e dos laços

olho o teu rosto

marcado

sulcos de vida

derrotas profundas

rasgos de ternura

no teu olhar

ausente

a desventura.

Já não sei

se me vês

no teu olhar

distante.

Mas eu vejo

e sinto

a pequena luz

brilhante

nas profundezas

da tua íris

marcas do tempo

sem idade.

1 comentário:

  1. o ✿⊱╮.˚ ˚✰˚ ˛★* ˚ ˚✰˚ ˛★*。 ღ˛° *
    Um Feliz Natal e Um Ano Novo Magnífico!
    A todos os Amigos do Toque de Midas, o meu
    eterno agradecimento pelo vosso carinho e amizade.


    Volto breve, a partir de Janeiro estarei por aqui
    a visitar todos os que muito estimo


    Bom Ano 2012


    Abraços

    ResponderEliminar